quarta-feira, 29 de abril de 2015

Notícia - Com a Web a fazer 20 anos, as atenções concentram-se no que pomos na rede e quem está a ver o que fazemos

O início da World Wide Web não foi anunciado com um grande bang. Foi mais um sussurro, pelo menos a julgar pelo título não muito apelativo da proposta que o seu inventor, Tim Berners-Lee, apresentou há 20 anos: Gestão da informação: uma proposta. Ontem, Berners-Lee, que entretanto foi tornado sir pela rainha de Inglaterra, voltou ao Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN), para recordar como começou esta grande revolução na comunicação.

A ideia do britânico considerado o pai da Web era combinar a tecnologia dos computadores pessoais, das redes informáticas e do hipertexto, para construir um sistema de informação global — antes de mais, para servir os milhares de cientistas de todo o mundo que trabalham no CERN (na fronteira entre a Suíça e a França), tentando desvendar os segredos mais ínfimos da matéria. Mas não queria um sistema que só os cientistas mais aficionados das tecnologias de informação fossem capazes de usar: devia ser “ao mesmo tempo potente e de utilização fácil”.

Os primeiros resultados andavam longe da Web cheia de imagens, vídeos, música e sabe-se lá que mais de hoje: a base era sobretudo texto, e tudo a preto e branco (em 1989, a cor andava ainda arredada dos computadores), como mostrou ontem, no CERN, a jornalistas e muitos geeks da informática envolvidos nesta tecnologia que parece ter estado sempre connosco, de tão presente. Mas é só desde meados da década de 1990 que a Internet começa a espalhar-se verdadeiramente por todo o planeta.

O caminho feito desde então é surpreendente, quando se olha para trás: ainda se lembra como era não poder ler os jornais do mundo, do New York Times ao Asahi Shimbun do Japão?

Ainda não vivemos dentro da rede, da forma sugerida pelos romances de ficção científica de William Gibson, que inventou o termo “ciberespaço”, mas há quem viva lá em espírito. Por exemplo, os mais aficionados do Second Life e outros sites onde se tem uma personagem, um avatar, e se vive uma vida alternativa.

Hoje as preocupações são com os excessos daquilo que pomos de nós próprios on-line. Por exemplo, o que fazem os sites da Web social, como o Facebook, com a informação que os utilizadores lá colocam, em princípio para se darem a conhecer a potenciais amigos — mas todas as empresas do mundo dariam rios de dinheiro para saber os nossos hobbies, a marca de bolachas que preferimos, até as nossas doenças, junto com os nossos endereços de e-mail, e quem sabe, de casa, do trabalho (ver caixa).

Tim Berners-Lee, ou sir Tim, como muitos lhe chamam depois de ter sido tornado lorde (e nomeado o britânico vivo mais importante), reinventou-se hoje como um defensor dos direitos de privacidade dos cibercidadãos, e fundou a World Wide Web Foundation (http://www.webfoundation.org/) que tem objectivos modestos: “Fazer avançar a Web, ligar a humanidade e dar poder às pessoas”.

Tim Berners-Lee tem sido um paladino dos direitos dos utilizadores da Net, contra o controlo da informação. Esta semana, numa audição no Parlamento, alertou os deputados britânicos para a necessidade de os políticos não permitirem que empresas e até governos vejam o que fazem as pessoas na Web. “Usamos a Internet sem pensar que uma terceira parte pode saber no que é que acabámos de clicar. Mas os endereços das páginas que digitamos revelam muito das nossas vidas. É informação muito sensível”, disse. “Haverá uma grande pressão comercial para divulgar estes dados, por isso, nem deve ser gravada.
Reuters

sábado, 25 de abril de 2015

Notícia - Lançado computador mais fino do Mundo


A ditadura da elegância está em alta, até no mundo dos computadores, pelo que o ultraportátil da Apple já tem um concorrente, pelo menos na espessura: o Dell Adamo, que será lançado brevemente no nosso país. Neste momento, é o portátil mais fino do Mundo, com uma espessura de 1,65 cm, menos dois milímetros do que o seu concorrente, apesar de pesar mais 450 gramas. Tem 1,81 quilos.


Para além disso, tem um design inovador: o chassi, de uma só peça, do Dell Adamo é todo construído em alumínio, à prova de torção, nas cores ónix e pérola, e tem um teclado com iluminação interna e teclas metálicas com design anatómico e ecrã de cristal de alta definição que cobre toda a parte frontal.

A bateria tem uma autonomia anunciada superior a cinco horas e como já se espera que sejam os portáteis do futuro, não tem leitor de CD/DVD, mas tem-no como opção externa, assim como a drive blu-ray, disco óptico da nova geração de 12 cm de diâmetro (igual ao CD e ao DVD) para vídeo de alta definição e armazenamento de dados de alta densidade.

A venda de portáteis cresce rapidamente em todo o Mundo – são óptimos para quem se desloca com frequência – e esse sucesso tem estimulado a indústria a lançar modelos cada vez mais dirigidos ao público consumidor, ou seja, todos nós. Preço e peso são factores importantes e para completar, retoques no design e uma diversidade maior de cores têm conferido maior atractividade.

Um dos primeiros ultraportáteis com mais sucesso, ou seja, com monitor de 13,3 polegadas, já tinha sido um Dell, o XPS M1130, lançado em 2007, mas o MacBook Air, o finíssimo da Apple, popularizou esse formato. Agora voltou a ser destronado por um modelo da Dell. 

Mário Gil

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Notícia - Sims 3: O fascínio de imitar a vida



O The Sims tornou-se num vício desde que surgiu, em 2000. Oito anos depois, em 2008, atingiu o estatuto de jogo para PC mais vendido de sempre: 100 milhões de cópias. O único problema da primeira versão – não conseguia manter o mesmo nível de interesse do jogador por muito tempo – foi ultrapassado. Não raro, depois de três meses a jogar, o utilizador já estava no último nível. A partir daí, muitos jogadores iniciavam uma saga de matança dos vizinhos para ter alguma diversão.

Esse problema foi parcialmente resolvido com a segunda versão e, definitivamente, chegou ao fim com a terceira. The Sims 3, já à venda em Portugal, traz uma combinação elaborada de tarefas que possibilita que o jogador, caso esteja disposto, não precise de cometer loucuras para se entreter.

Só na primeira semana de lançamento vendeu 1,4 milhões de cópias em Espanha.

O objectivo em The Sims sempre foi o mesmo: criar pessoas e guiá-las pela vida. O jogador forma famílias, levanta e decora casas, trabalha, gere o dinheiro e, claro, convive com outros ‘sims’ criados pelo computador.

Em The Sims 3, lançado cinco anos depois da segunda versão, novas ferramentas de criação fáceis de usar permitem um nível praticamente ilimitado de possibilidades de personalização, criando ‘sims’ realmente únicos. Passam a sair de casa e a explorar a cidade, fazem novas amizades ou andam pelo bairro.

A nova versão do jogo mantém as rotinas – sentem fome, ficam cansados, precisam de banho – mas automatiza a maioria delas. Assim, pode investir-se o tempo no trabalho e nas relações pessoais, sem se preocupar tanto em lavar as mãos ou colocar o lixo fora de casa. O mais importante são as relações sociais, e as histórias catastróficas que podem surgir a partir disso.

O Tetris continua a ser um dos videojogos mais populares da História, perfeitamente viciante. Cumpre o seu 25º aniversário em plena forma, vendendo-se mais do que nunca e com a ambição de se converter no primeiro desporto virtual. Há mais de 75 milhões de versões. Foi criado por um engenheiro informático russo, Alexy Pajitnov, em 1984, e na actualidade joga-se em mais de 50 países.

terça-feira, 21 de abril de 2015

Notícia - Jogar sem comando na Xbox


E se um dia pudesse chegar a casa, ligar a televisão e começar a jogar sem ter de se preocupar com comandos? Esse dia está a chegar com o Projecto Natal, da Microsoft, que dá um passo importante na forma como os jogadores utilizam as consolas: jogar sem comando.

O Projecto Natal, tal como anunciado na conferência da Microsoft na E3 2009 (Electronic Entertainment Expo), feira de videojogos que decorreu recentemente em Los Angeles, permite exactamente isso, jogar sem ter nas mãos qualquer comando, usando apenas movimentos gestuais.

O sistema é algo idêntico ao que vemos na PlayStation com a câmara Eye e o jogo EyeToy, mas muito mais avançado, pois permite uma interacção directa com a personagem do jogo, levando o utilizador a sentir-se dentro do mesmo.

CARACTERÍSTICAS

Juntamente com um sensor de profundidade e um microfone, a câmara identifica todos os movimentos corporais – incluindo expressões faciais – e mudanças de emoção na voz, convertendo essa informação em ordens para dar à consola, dispensando-se o uso do comando. Entre as principais características está o reconhecimento facial e o reconhecimento de voz. Os jogos ou aplicações que utilizem este sistema conseguem ler os movimentos de todo o corpo.

A tecnologia, desenvolvida pela empresa israelita 3DV Systems (adquirida recentemente pela Microsoft), emprega raios infravermelhos para monitorizar os movimentos em três dimensões (3D), entrando em concorrência com a consola Nintendo Wii e com o EyeToy, da Sony (a duas dimensões).

Ainda não há data prevista para o dispositivo ser comercializado, mas pode ser integrado em qualquer Xbox 360 e virá incluído no pacote de vendas da consola.

A partir de agora, o kit de desenvolvimento do Projecto Natal fica disponível para programadores de jogos. Não implica a compra de uma nova consola.

SONY E NINTENDO CONTRA-ATACAM

A Sony apresentou um protótipo de controlos ainda sem nome, que funciona por emissão a partir de esferas de luz, que são reconhecidas por uma câmara, baptizada de PlayStation Eye. Já a Nintendo apresentou um sensor que se coloca no dedo e permite a cada um conhecer aquilo que se passa no seu corpo, designadamente efeitos relacionados como stress.

NOVIDADES

WINDOWS SEM EXPLORER

A Microsoft anunciou ontem que comercializará o seu futuro sistema Windows 7 na Europa sem o navegador Internet Explorer integrado.

RATO TRANSFORMER

Inspirada no clássico ‘Transformers’, a empresa Takara lançou o Trypticon Transforming Laser Mouse, com 800 dpi.

TETRIS FAZ 25 ANOS

O jogo das peças que encaixam, inventado em 1984, está registado no Livro do Guinness como um dos videojogos mais populares.

GOOGLE À FRENTE

A Google mantém-se na primeira posição entre os motores de busca mais utilizados, mas o novo pesquisador da Microsoft já ganhou a segunda posição, destronando a Yahoo.

SISTEMA SOLAR: TERRA AFASTA-SE 15 CENTÍMETROS POR ANO

A medição mais precisa feita até hoje da distância entre o Sol e a Terra foi concluída em 2004 pelos astrofísicos russos Gregoriy A. Krasinsky e Victor A. Brumberg. No fim do seu trabalho, fizeram uma descoberta surpreendente: a Terra está a afastar-se do Sol 15 centímetros por ano.

Quinze centímetros por ano não parece muito, talvez apenas o suficiente para permitir uma previsão de que a Terra terá problemas de arrefecimento global dentro de centenas de milhões de anos. Mas o que está a afastar a Terra do Sol?

Segundo Takaho Miura, da Universidade de Hirosaki, no Japão, o Sol e a Terra estão a empurrar-se mutuamente devido à interacção das suas marés.

O fenómeno é o mesmo que explica o afastamento da Lua em relação à Terra: as marés que a Lua levanta nos nossos oceanos estão a transferir, gradualmente, energia rotacional para o movimento lunar. Como resultado, em cada ano a órbita lunar aumenta cerca de quatro centímetros e a velocidade de rotação da Terra diminui em 0,000017 segundos. Os dias terrestres tenderão a ficar maiores no futuro.

DATAS DA CIÊNCIA

14 de Junho de 1951

Esta data marca o nasci-mento da estatística computa-dorizada. Foi nessa altura utilizado pela primeira vez o computador Univac 1.

16 de Junho de 1963

A astronauta russa Valentina Tereshkova, de 26 anos, torna-se a primeira mulher a realizar uma viagem espacial: 48 voltas à Terra.

16 de Junho de 1977

Morre Werner von Braun,o engenheiro e físico alemão que dirigiu o programa de foguetes alemães, construin-do os famosos ‘V2’. Depoisda Segunda Guerra Mundial,Von Braun tornou-se cidadão norte-americano.

NOTAS

CHINA: ESCAVAÇÕES DE VOLTA

Arqueólogos chineses retomarão hoje, após 24 anos, as escavações na zona do chamado Exército de Terracota, também conhecido como Guerreiros de Xian.

CÚPULA: HOUSTON À DEFESA

Engenheiros propuseram a construção de uma gigante bolha para proteger a cidade de Houston, no Texas, contra os danos causados pelo aquecimento global.

TITÃ: FORMAÇÃO DE NUVENS

Dados enviados pela sonda ‘Cassini’ comprovam que a formação de nuvens no satélite de Saturno Titã obedece a modelos climáticos como os da Terra.

CÉREBRO: PESO AO LONGO DA VIDA

350 gramas é quanto pesa o cérebro de um recém-nascido. Aos seis meses pesa 700 gramas, metade do peso do cérebro de um adulto.